Coffea arabica
Coffea arabica
Café [...]

Existem mais de 10 espécies de café. As três mais comuns são: Coffea arabica, Coffea canephora, e Coffea liberica. [...]


Pothomorphe umbellata - Pariparoba, Caapera, Malvarisco, Aguaxima , Caapeba, Caá-peuá, Caena, Capeba, Capeba-do-campo, Capeba-do-norte, Catajé, Lençol-de-santa-barbara, Manjerioba, Pariparoba-do-mato, Pariparova, Periparoba
Nome científico
Pothomorphe umbellata
Pariparoba, Caapera, Malvarisco, Aguaxima , Caapeba, Caá-peuá, Caena, Capeba, Capeba-do-campo, Capeba-do-norte, Catajé, Lençol-de-santa-barbara, Manjerioba, Pariparoba-do-mato, Pariparova, Periparoba
Adansonia digitata - Baobá
Nome científico
Adansonia digitata
Baobá
Wisteria sinensis - Glicínia, Glicinea, Glicinia
Nome científico
Wisteria sinensis
Glicínia, Glicinea, Glicinia
Psychotria viridis - Rainha, chacrona
Nome científico
Psychotria viridis
Rainha, chacrona
Drosera burmannii - Drosera
Nome científico
Drosera burmannii
Drosera
Centrolobium paraense - Pau-Rainha, Arariba-rajado
Nome científico
Centrolobium paraense
Pau-Rainha, Arariba-rajado
Juglans regia - Nogueira, Noz, Noz-caucasiana, Noz-comum, Noz-européia, Nogueira-de-iguape, Nogueira-do-litoral;
Nome científico
Juglans regia
Nogueira, Noz, Noz-caucasiana, Noz-comum, Noz-européia, Nogueira-de-iguape, Nogueira-do-litoral;
Argyreia nervosa - Trepadeira-efefante, Rosa-de-madeira, Liana
Nome científico
Argyreia nervosa
Trepadeira-efefante, Rosa-de-madeira, Liana
Diospyros nigra - Sapota-preta, Fruta-pudim-de-chocolate, Caqui-chocolate
Nome científico
Diospyros nigra
Sapota-preta, Fruta-pudim-de-chocolate, Caqui-chocolate
Ocotea georgeshepherdii - Ocotea
Nome científico
Ocotea georgeshepherdii
Ocotea
Cassia fistula
Cassia fistula
Cássia-imperial, Canafístula,  [...]

Além de suas qualidades ornamentais, ela é utilizada em fitoterapia, tendo destaque especial na medicina Ayurveda.

Depois de bem estabelecida ela é capaz de tolerar períodos curtos de estiagem.

Produz cachos de flores amarelas de novembro à março, que tornam-se atração pela beleza, nos jardins e calçadas.
 [...]

Ipomoea purpurea
Ipomoea purpurea
Ipomea, corriola, bom-dia, gló [...]

Por várias vezes já tive a oportunidade de fotografar e não o fiz. Recentemente, em um passeio que fiz para Visconde de Mauá, consegui fotografar esta bela espécie.

 [...]

Calycophyllum spruceanum
Calycophyllum spruceanum
Pau-mulato, pau-mulato-da-várz [...]

Seu maior encanto está no caule reto, liso e brilhante, que muda de cor conforme a época.

Descasca duas vezes ao ano: a nova casca nasce verde e, aos poucos, ganha a cor de bronze ou zarcão, como gostavam de dizer os antigos, assim se tornando "mulata". [...]

Mimusops coriacea
Mimusops coriacea
Abricó-da-praia, Balata [...]

Árvore muito utilizada para sombreamento em beira de praia.

É uma Sapotaceae, família que produz apenas frutos comestíveis, e seus frutos são a prova de que crianças comem qualquer coisa.

Isso é dito porque adultos dificilmente comerão uma, devido a presença de taninos.

 [...]

Ceiba pentandra
Ceiba pentandra
Sumaúma, Samaúma, Mafumeira, A [...]

A mafumeira é um símbolo sagrado na mitologia Maia e a árvore oficial do Porto Rico.

Devido sua grande exigência de luz, a regeneração natural da planta não é abundante, ainda que ela gere um grande número de sementes. A reprodução natural da espécie é melhor sucedida em terrenos agrícolas abandonados.

Os indígenas da Amazónia consideram-na a "mãe-das-árvores", as suas raízes tubulares são também chamadas de sapobembas, que em determinadas épocas rebentam irrigando toda a área em torno dela e o reino vegetal que a circunda.

É conhecida como "Árvore da Vida" ou a "escada do céu", o seu diâmetro de porte belo e majestoso unido às sapopenbas (raízes), muitas vezes formam verdadeiros compartimentos, transformados em habitações pelos indígenas, caboclos e sertanejos.

Ao sobrevoar a região amazónica, qualquer um, mesmo sem conhecer a árvore é capaz de a identificar e captar a sua energia.

A sua altura, porte e beleza é o destaque na imensidão da flora amazônica. [...]

Clique nas "etiquetas" abaixo para pesquisar por plantas que tenham estas características já identificadas.

7 - metoxi aromadendrina [1] Abrina [1] Acheflan [1] ácido oxálico [1] Acúleos [1] Adenosina [1] Aedes aegypti [1] Alcalóides [1] Alelopática [2] Algas [2] Aliína [1] Alimentação Animal [29] Alimentação Humana [47] Alucinógenas [8] Alzheimer [1] Ameaçadas de extinção [110] Antibacteriana [1] Anticolesterol [1] Anti-idade [1] Antimicrobiano [1] Anti-oxidantes [13] Anuais [5] Apícola [8] Aquário [2] Aquarismo [1] Aquáticas [7] Arborização Urbana [8] Arbustos [68] Aromáticas [11] Árvores [380] Asma [1] aucubina [1] Bactericidas [1] Baunilha [1] Beija-flores [1] Beira de praia [2] Benzeno [1] Bíblica [1] Bienal [2] Bioindicadoras [6] Bioma Caatinga [1] Bioma Cerrado [2] Biopirateadas [3] Bissexuada [1] Bonsai [8] Bromélias [90] Bromelina [1] Brotos [1] Brucina [1] Bulbos [4] Cactos [8] Calçadas [2] Calmante [1] Campos Rupestres [1] canferol [1] Capim [5] caramboxina [1] Cardiotônico [1] Carnívoras [2] Carpintaria [1] Carvão [1] Cascas [1] CBD - canabidiol [1] Cerca-viva [3] Cerrado [1] Cicatrizante [8] cinarina [1] cinaropicrina [1] Colubrina [1] Comestíveis [81] Conservas [3] Construção civil [1] Controle da erosão [1] Cormo [1] Cosméticos [1] Crescimento lento [4] Crescimento rápido [7] Decídua [1] Decoração de Interiores [17] Dengue [4] Depressão [1] Depurativo do sangue [1] Despoluidoras [4] Destaque [1] DMT [1] Drupas [1] Endêmica [1] Epífitas [8] ergina [1] Ervas [76] Esotéricas [6] Essências [1] Estabilização de dunas [1] Estricnina [1] Exóticas [18] Feng Shui [1] Fibras [1] Filtragem de água [11] Fitorremediação [9] Fixadoras de areia [1] Fixadoras de Nitrogênio [4] Flavonoides [3] Floculantes [1] Flores [76] Flores comestíveis [20] Folha verde-claro [4] Folha verde-escuro [7] Folhas caducas [1] Folhas permanentes [1] Forbol [2] Formaldeídos [1] Forrações [1] Forrageiras [6] Frutas [49] Fruto alaranjado (maduro) [1] Fruto amarelo (maduro) [4] Fruto verde (imaturo) [2] Fruto vermelho (madura) [1] Fungicida [1] genkwanina [1] Grama [4] Heliófita [1] Herbácea [5] Hermafrodita [1] Híbrida [1] Hipertensão [1] Hipoglicemiante [1] Hortaliça [1] Hortaliça arbórea [1] Imunomodulador [1] Incensos [1] Índigo [1] Inseticidas [12] Interior [3] Inulina [1] Invasoras [20] isoquercitrina [1] Jard. Meia sombra [79] Jard. Sol pleno [111] Jard. Sombra [6] Khellin [1] Labiatas [2] Lactucina [1] larvicida [1] Lenha [2] Licopeno [1] Lignina [1] LSA [1] luteína [1] Macrófitas [3] Madeireiras [280] Mangue [1] Mata Atlântica [1] Mata Ciliar [1] Medicinais [733] Melíferas [16] Monóicas [1] Musgos [1] naringenina [1] Nastismo [1] Nativas do Brasil [42] Neriantina [1] Nootrópico [1] Notáveis [1] Nova espécie [1] Oleaginosas [8] Oleandrina [1] Ornamentais [17] Orquídeas [434] Paisagístico [15] Palmeiras [6] PANCs - Plantas Alimentícias Não Con [11] Parasita [1] Pareidolia [2] Parkinson [1] Passiflorina [1] Pectina [1] Pequenas [1] Perene [24] Perfumadas [1] Perfume no fim de tarde [1] Pimentas [3] pinocembrina [1] Pioneira [1] Pivotante [3] Pode congelar [2] Polinização cruzada [2] Porte baixo [1] Potássio [1] Produção de Celulose [2] Própolis vermelha [1] Protetoras [1] Purificadoras de Ar [9] Queda de cabelos [1] Quercetina [1] quercetina [1] Radioativas [1] Raiz pivotante [2] Raízes - Tubérculos [11] ramnocitrina [1] Rara [3] Rasteira [3] Reflorestamento [4] Repelentes [4] Resistente [1] Resistente a herbicidas [1] Resistente a poluição urbana [5] Resistente à seca [1] Resistente ao frio [4] Restinga [1] Rizomas [2] Ruderal [2] Rupícola [2] Sagradas [14] sakuranetina [1] Samambaias [9] Saxícola [1] Sem clorofila [1] Sem Sementes [1] Sífilis [1] Sismonastia [1] Sombra [1] spilantol [1] Suculentas [21] SUS [1] Taninos [1] taxifolina [1] Temperos [11] Terrestre [5] THC [1] Tintórias [5] Tolerante à salinidade [15] Tolerante à seca [7] Tolerante ao frio [6] Tóxicas [47] Transgênicas [1] Trepadeiras [16] Tuinona [1] Tundra [1] Usada em saladas [1] Vanilina [1] Variegata [1] Venenosa [1] Vermelhas [1] Vimblastina [2] Vomicina [1] warifteína [1] wisterina [1] Xerófita [1] Xeronina [1] zeaxantina [1] Zinco [1]


Stryphnodendron adstringens
Stryphnodendron adstringens
Barbatimão, Barba-de-timão, Ca [...]

O creme feito a partir do extrato de Stryphnodendron adstringens está registrado na ANVISA no Formulário de Fitoterápicos Farmacopeia Brasileira.

Por conter taninos, o barbatimão observou-se como tendo grande potencial de utilização para produção de painéis compensados sem que necessite da associação com o adesivo fenol-formaldeído.[6] [...]
Eugenia uniflora
Eugenia uniflora
Pitanga, Ibipitanga, Pitanga-c [...]

Ótima para ser saboreada após as refeições, a pitanga tem um sabor doce, com "fim de boca" levemente amargo, principalmente nos frutos não tão maduros.

A fruta é consumida naturalmente, colhida do pé, ou sob a forma de doces, geléias, sorvetes, ou utilizada em caipifrutas de pitanga, a chamada de "caipitanga".

Da pitanga se fazem ótimos remédios para diarréia de crianças, garrafadas e licores estimulantes. [...]
Aloe aristata
Aloe aristata
Aloe [...]

Facílima de cultivar em vasos pequenos.

Esta suculenta não gosta de muito sol direto. Prefere umas 4 horas de sol, desenvolve muitas raízes e para ficar bonita precisa de adubação a cada duas luas cheias.

 [...]
Gochnatia polymorpha
Gochnatia polymorpha
Cambará, Cambará-do-mato, Camb [...]

Os estudos iniciaram há três anos e, há alguns dias [dados cadastrados em 14/10/2010], chegaram a uma importante etapa, foi comprovado cientificamente o que os leigos já suspeitavam muitos anos atrás: a folha do cambará tem poder contra problemas abdominais e respiratórios. [...]
Argyreia nervosa
Argyreia nervosa
Trepadeira-efefante, Rosa-de-m [...]

 [...]
Cybistax antisyphilitica
Cybistax antisyphilitica
Ipê-verde [...]

Estudos científicos comprovaram a eficácia do extrato de ipê-verde contra a larva do mosquito Aedes aegypti, que é o principal transmissor da dengue.

Árvore medicinal, excelente para plantio em calçadas ou recuperação de áreas degradadas, praças, parques, jardins, avenidas e ruas, principalmente as estreitas. [...]
Dillenia indica
Dillenia indica
Maçã-de-elefante, Árvore-do-di [...]

No caso da Dillenia as extremidades da flor se fecham sobre a mesma para formação do fruto, sendo assim, qualquer objeto que ficar preso à flor, ficará dentro do fruto.

Diz a lenda que D. Pedro colocou várias moedas (patacas) nas flores, depois, quando o fruto estava formado, mandou para Portugal com o seguinte recado: "Nesta terra o dinheiro nasce até nas árvores".

As patacas foram as moedas que circularam no Brasil de 1695 a 1834.

O extrato de folha de D. indica poderia ser útil para o controle do diabetes mellitus e de outras anormalidades associadas a essa disfunção metabólica. [...]
Calliandra brevipes
Calliandra brevipes
Esponjinha, Topete-de-cardeal, [...]

Considerada um arbusto de grande qualidade ornamental por sua folhagem e floração abundante em diversas épocas do ano, sendo também indicada para a formação de cercas-vivas.[3]

Não é incomum, nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, avistá-las compondo maciços à beira-de-estrada, ou mesmo em canteiros que dividem dois sentidos de uma mesma rodovia.[5]

Pode ser trabalhada como bonsai, devido ao tamanho pequeno de suas folhas e sendo muito indicada para bonsaistas iniciantes, visto que, resiste muito bem a podas drásticas, aramações e intervenções em suas raízes. Sem contar a beleza de sua floração.[8] [...]
Eugenia neonitida
Eugenia neonitida
Pitangatuba, Pitangão, Pitangã [...]

A pitangatuba é muito suculenta, parecendo se "derreter" quando posta na boca, causando uma agradável sensação.

Seu sabor é agridoce, que pode tornar-se mais adocicado à medida em que a adubamos com potássio (sob a forma de KCl, por exemplo) e a cultivamos a pleno sol.

Cabe aqui repetir que o sabor do pitangão em nada se assemelha ao da pitanga-comum.

Enquanto a última sempre apresenta algum sabor resinoso (aquele "amarguinho" característico), E. neonitida não apresenta qualquer sinal de amargor, deixando invariavelmente um gosto muito agradável na boca. [...]
Barleria repens
Barleria repens
Barléria [...]

Conhecida popularmente como Barléria, é uma planta nativa do continente africano, mas muito comum nas restingas das praias do Brasil. [...]


Persea americana
Persea americana
Abacate, abacateiro [...]

Seus frutos são ótimos para saladas, sorvetes e vitaminas.

Além disso, possui uma importante gordura, chamado de gordura HDL (ou bom colesterol) que ajuda a desobstruir as artérias e veias de nosso corpo.

Das suas folhas podemos fazer chá para aumento da freqüência (aumento no total diário) de micções.

O abacate contém uma grande quantidade de gordura vegetal, principalmente ácido graxo monosaturado, cuja ação é de eliminar as poliproteínas de alta densidade, que têm o efeito de manter e acumular o colesterol.

Por ser rico neste tipo de gordura HDL, o abacate tem ação anticolesterol, promovendo a limpeza do sangue.

É ainda uma fonte de proteína vegetal e um alimento construtor que participa na formação das estruturas do corpo (músculos, osso, sangue, órgãos e vísceras), portanto ajuda no crescimento e desenvolvimento corporal.

A cor amarelo-esverdeado da fruta deve-se à presença de clorofila e e carotenóides (pró-vitamina A e antioxidante).

Exerce ação sobre o fígado, rins, aparelho digestivo.

Ajuda a combater os transtornos do reumatismo, artrite e gota. [...]
Stryphnodendron adstringens
Stryphnodendron adstringens
Barbatimão, Barba-de-timão, Ca [...]

O creme feito a partir do extrato de Stryphnodendron adstringens está registrado na ANVISA no Formulário de Fitoterápicos Farmacopeia Brasileira.

Por conter taninos, o barbatimão observou-se como tendo grande potencial de utilização para produção de painéis compensados sem que necessite da associação com o adesivo fenol-formaldeído.[6] [...]
Eugenia uniflora
Eugenia uniflora
Pitanga, Ibipitanga, Pitanga-c [...]

Ótima para ser saboreada após as refeições, a pitanga tem um sabor doce, com "fim de boca" levemente amargo, principalmente nos frutos não tão maduros.

A fruta é consumida naturalmente, colhida do pé, ou sob a forma de doces, geléias, sorvetes, ou utilizada em caipifrutas de pitanga, a chamada de "caipitanga".

Da pitanga se fazem ótimos remédios para diarréia de crianças, garrafadas e licores estimulantes. [...]
Spondias tuberosa
Spondias tuberosa
Umbu; Umbuzeiro; Ambu; Giqui;  [...]

Árvore símbolo da Bahia, o umbuzeiro é uma planta protegida por lei, quem pratica derrubada fica sujeito à punição.

O umbuzeiro foi batizado por Euclides da Cunha em, Os Sertões, como uma árvore sagrada da caatinga. Graciliano Ramos também o descreve em Infância e Gilberto Freyre disseminou a receita de um doce de calda preparado com umbu verde. [...]
Spondias purpurea
Spondias purpurea
Seriguela, Siriguela, Ciriguel [...]

É parecida com o cajá mas, ao contrário desse, é bastante doce.

Lavoura permanente e de uso pouco difundido.

Não há utilização econômica senão para produção sazonal em pequenas plantações.

Possui três variedades na Natureza. [...]
Duguetia lanceolata
Duguetia lanceolata
Pindaúva, Pindaiva, Pindaíba,  [...]

A pindaíba é fruta da família das Anonáceas e, portanto, é também parente dos araticuns, da pinha, do biribá, da graviola e da pimenta-de-macaco.

Com este mesmo nome - pindaíba -, são conhecidos, no Brasil, tipos bastante diferentes de plantas dessa família botânica. Além da pindaíba aqui apresentada, cujo nome científico é Duguetia lanceolata, várias outras p antas brasileiras da mesma família são popularmente denominadas como pindaíbas.

No entanto, os frutos da pindaíba vermelha, da pindaíba reta, da pindaíbado-brejo e da pindaíba d?água, por exemplo, não apresentam a forma de "pinhas", lembrando mais o formato dos frutos da pimenta-de-macaco.

Ao contrário, esta pindaíba constitui-se em fruto de forma e tamanho semelhantes aos da própria ata, pinha ou fruta-do-conde, a Anona squamosa. Seus frutos, que guardam a aparência externa característica daqueles, no entanto, não se confundem.

Também quem já viu a árvore alta e esbelta da pindaíba sabe que trata-se de espécie distinta.

A pindaíba é fruta de aparência rústica, muito bonita e especial: à medida que vai amadurecendo, sua coloração verde adquire matizes de vermelho, até ficar completamente tomada por uma cor de sangue, violácea.

Conta-se que, no interior de São Paulo, os frutos da pindaíba davam água na boca às crianças que esperavam, ansiosamente, a volta dos adultos, pais e parentes, das incursões nos matos de onde os traziam.

Isto porque quem já chupou a polpa róseo-averme lhada que envolve suas sementes conta que, muitas vezes, ela é mais saborosa do que a própria pinha comum, embora bem mais fina e pouco volumosa.

Presume-se que a origem da expressão "estar na pindaíba" esteja, talvez, ligada ao fato da polpa da fruta ser muito fina e sem substância: diz-se de uma pessoa que ela "está na pindaíba" quando ela se encontra tão sem recursos que não tem outra alternativa senão alimentar-se dos frutos da pinda [...]
Eugenia neonitida
Eugenia neonitida
Pitangatuba, Pitangão, Pitangã [...]

A pitangatuba é muito suculenta, parecendo se "derreter" quando posta na boca, causando uma agradável sensação.

Seu sabor é agridoce, que pode tornar-se mais adocicado à medida em que a adubamos com potássio (sob a forma de KCl, por exemplo) e a cultivamos a pleno sol.

Cabe aqui repetir que o sabor do pitangão em nada se assemelha ao da pitanga-comum.

Enquanto a última sempre apresenta algum sabor resinoso (aquele "amarguinho" característico), E. neonitida não apresenta qualquer sinal de amargor, deixando invariavelmente um gosto muito agradável na boca. [...]
Cannabis sativa
Cannabis sativa
Cânhamo, maconha, erva-de-sant [...]

Os primeiros registros históricos do uso da Cannabis sativa para fabricação de papel, datam de 8000 anos a.C, na China. Depois os chineses descobriram e desenvolveram outras formas de uso da planta, principalmente para produção de artigos têxteis e medicina.

Mais tarde, outras sociedades, como os gregos, romanos, africanos, indianos e árabes também aproveitaram as qualidades da planta, fosse ela consumida como alimento, medicina, combustível, fibras ou fumo.

Entre os anos de 1000 a.C. até meados do século XIX, a maconha e o cânhamo produziam a maior parte dos papéis, combustíveis, artigos textêis e sendo, dependendo da cultura que a utilizava, a primeira, segunda ou terceira medicina mais usada.

Sua grande importância histórica se deve ao fato da maconha ter a fibra natural mais resistente e forte do que todas as outras, podendo ser cultivada em praticamente qualquer tipo de solo.[19]

Proibida inicialmente nos EUA para controle social indireto de negros e mexicanos, a planta e seu uso recreativo e medicinal foi duramente combatida durante várias décadas, ora por interesses financeiros, ora por conta das milhares de suas utilizações, que competiam diretamente com indústrias e comércios estabelecidos.

Felizmente, pesquisas feitas durante os últimos 20 anos, por renomadas instituições científicas, foram eliminando um por um os vários mitos criados por informações falsas e manipuladas pela mídia, colocando novamente o uso medicinal das inflorescências da Cannabis como fundamental tratamento para vários tipos de doenças, além de mais de 25 mil produtos e sub-produtos de toda a planta.

Hoje se sabe que os princípios ativos presentes na maconha tratam comprovadamente diversas doenças graves, como glaucoma, alguns tipos de câncer, inapetência, anorexia, diabetes, enjoos pós quimioterápicos etc.

Antigamente era necessário viajar para a Califórnia ou países com leis menos rígidas.
Prunus persica
Prunus persica
Pêssego, pessegueiro [...]

Os pêssegos são muito apreciados como alimento. [...]
Sapium sceleratum
Sapium sceleratum
Burra Leiteira [...]

Quem conhece Fernando de Noronha recebe um aviso um tanto incomum: cuidado com a Burra Leiteira!

As folhas, o pó e o leite da planta, em contato com a pele ou olhos causam, respectivamente, queimaduras de até 3º grau e cegueira. [...]


Ananas comosus
Ananas comosus
Abacaxi [...]

O abacaxi é um fruto-símbolo de regiões tropicais e subtropicais, de grande aceitação em todo o mundo, quer ao natural, quer industrializado: agrada aos olhos, ao paladar e ao olfato.

Por essas razões e por ter uma "coroa" , cabe-lhe por vezes o codnome de "rei dos frutos", que lhe foi dado, logo após seu descobrimento, pelos portugueses.

Os abacaxizeiros cultivados pertencem à espécie Ananas comosus, que compreende muitas variedades frutíferas. Há também várias espécies selvagens, pertencentes ao mesmo gênero e grupo.[5]

No século 18, abacaxis eram tão considerados como símbolo de status que as pessoas andavam carregando-os na rua como forma de ostentação, e você poderia até mesmo alugar um por uma noite para levá-lo a uma festa.[4]

O abacaxi é considerado o símbolo da hospitalidade. Para os povos antigos, colocar um abacaxi do lado de fora das casas é sinal de que visitantes são bem vindos.

O fruto, quando maduro, tem o sabor bastante ácido e muitas vezes adocicado.

Em culinária pode ser utilizado como um poderoso amaciante de carnes.

Habitualmente usa-se a polpa da fruta, mas seu miolo e as cascas podem ser aferventadas para produção de sucos.[5]

A bromelina é um anti inflamatório natural.

Segundo o médico americano, Dr. Andrew Weil, a bromelina é muito eficaz no tratamento de contusões, entorses e distensões, reduzindo o inchaço, sensibilidade e dor.

Este potente efeito anti inflamatório também pode ajudar a aliviar os sintomas da artrite reumatoide e reduz o inchaço pós-operatório.

Além disso, a bromelaína contida no abacaxi pode aliviar a indigestão.[9] [...]
Persea americana
Persea americana
Abacate, abacateiro [...]

Seus frutos são ótimos para saladas, sorvetes e vitaminas.

Além disso, possui uma importante gordura, chamado de gordura HDL (ou bom colesterol) que ajuda a desobstruir as artérias e veias de nosso corpo.

Das suas folhas podemos fazer chá para aumento da freqüência (aumento no total diário) de micções.

O abacate contém uma grande quantidade de gordura vegetal, principalmente ácido graxo monosaturado, cuja ação é de eliminar as poliproteínas de alta densidade, que têm o efeito de manter e acumular o colesterol.

Por ser rico neste tipo de gordura HDL, o abacate tem ação anticolesterol, promovendo a limpeza do sangue.

É ainda uma fonte de proteína vegetal e um alimento construtor que participa na formação das estruturas do corpo (músculos, osso, sangue, órgãos e vísceras), portanto ajuda no crescimento e desenvolvimento corporal.

A cor amarelo-esverdeado da fruta deve-se à presença de clorofila e e carotenóides (pró-vitamina A e antioxidante).

Exerce ação sobre o fígado, rins, aparelho digestivo.

Ajuda a combater os transtornos do reumatismo, artrite e gota. [...]

  

Até o presente momento não recebi nenhuma pesquisa afirmando efeitos negativos sobre estas orientações.

Espero
que o calendário lunar
ajude no costume
de contemplar
a Lua,
marcando
através de seus ciclos,
etapas de plantio,
cultivo
e colheita.



Lua NOVA :: Semeadura / plantio - tudo o que cresce acima da terra. O final da lua nova é propício para semeadura, plantio e colheita de todas as plantas medicinais. PODAS gerais.

Lua CRESCENTE :: A seiva sobe para as folhas. Plantio de tudo o que cresce acima da terra (ex: tomate, laranja, alface, milho, soja etc). Colheita de folhas (medicinais) e, pouco antes da lua cheia, colheita de cereais.

Lua CHEIA :: Seiva nas folhas - maior luminosidade lunar. Deve-se evitar mexer muito nas plantas, limitando-se a retirar folhas secas e galhos. Perto da lua cheia, as plantas estão com seus aromas potencializados, atraindo animais.

Lua MINGUANTE :: A seiva desce para as raízes. Ideal para plantio / semeadura de tudo o que cresce abaixo da terra (ex: alho, cenoura, cebola, mandioca, batata, rabanete etc). Podas / corte de árvores e bambus. Pouco antes da lua nova, ideal para colheita de sementes. Dê preferência para intercalar adubações de 15 em 15 dias, sendo uma durante o último quarto minguante.


- www.TudoSobrePlantas.com.br -

Últimos comentários publicados nas fichas de espécies do Banco de Plantas Notáveis:

Mabel Dias da Costa / PI (29/12/2015 12:10)
Não sei o porque não estar ainda regularizado no País! Acredito que teve uma época em que possas bem dispostas no poder público deixaram todas as drogas ilícitas sem poder financeiro e pessoas para poder pesquisar explorando todas as químicas que essa folhas e outras folhas produzem. Bem ao certo, o Governo só tem espertos e o povo não exige seus direitos fica nessa nojeira que é o País, pessoas sem estudos e sem oportunidades para ajudar a crescer o País.
[ acessar FICHA: Erythroxylum coca ]
NELBNER EDVALDO COLOMERA / PR (28/12/2015 16:56)
Atualmente temos algum estudo so bre a Insulina Vegetal/Anil trepador???? Se positivo, modo de usar.....
[ acessar FICHA: Cissus sicyoides ]
Danielle / RS (22/12/2015 11:56)
Alguém tem muda?

[ acessar FICHA: Strongylodon macrobotrys ]
Danielle / RS (22/12/2015 11:53)
Alguém tem muda?
[ acessar FICHA: Petrea volubilis ]
Danielle / RS (22/12/2015 11:47)
Olá,

Alguém possui um talo para trocar ou me doar?

Grata!
[ acessar FICHA: Dracaena sanderiana ]
Deck José / SP (20/11/2015 14:05)
como pode ser preparados os remédios partir dessa planta?
[ acessar FICHA: Asclepias curassavica ]
Maria Martinez Moreno / SP (04/11/2015 13:09)
Tenho uma dorstenia que foi identificada pelo grupo de facebook/Identificação Botânica, como Elata. Gostaria de informações sobre ela, principalmente quanto as propriedades medicinais! São as mesmas d Brasilensis? Tenho um projeto para disseminação d espécie através de grupos que participo.
Obrigada,
Lia
[ acessar FICHA: Dorstenia elata ]
Alaíde / SP (03/11/2015 12:58)
Bom Dia,

Tenho muito interesse nesta planta. Gostaria de saber se consigo encontrar em São Paulo (Capital) a Árvore Mulateiro.
Caso não possua esta Árvore aqui, então, gostaria de saber onde adquirir as cascas do Mulateiro.

Obrigada

Alaíde
[ acessar FICHA: Calycophyllum spruceanum ]
Mônica Albuquerque / DF (11/10/2015 10:47)
Olá,

Nasceu em meu quintal uma planta com folhas de desenho muito parecidas com as do ipê, comparada através de fotos no google. Para confirmar gostaria de saber: As folhas são opacas e duras, lembrando um pouco um plástico fino?
Tenho fotos, mas não tenho como enviar por aqui.

Grata,
Mônica


[ acessar FICHA: Tabebuia heptaphylla ]
Andressa Marques / GO (08/10/2015 12:06)
qual o metodo de controle dessa planta
[ acessar FICHA: Tridax procumbens ]
Magda Angela Silva Miguel / MG (06/10/2015 11:03)
bom dia

hoje a minha flor de cera deu a primeira florada. linda! alegrou meu dia. parece mesmo de cera!
[ acessar FICHA: Chamelaucium uncinatum ]
Magda Pereira Espíndola / MG (03/10/2015 17:37)
Bom dia, eu tenho 2 pés de tamarindo em minha propriedade, as arvores estão aparentemente muito saudáveis, porém os frutos então doentes. No ano passado as frutas ficaram mumificado no pé e não caíram. Este ano os novos frutos vieram doentes e também estão apodrecendo antes de amadurecer. O pé esta cheio de tamarindos mumificados e doentes.
Que doença pode ser esta? O que fazer para controlar? e como faço para eliminar todos os frutos mumificados que estão no pé
[ acessar FICHA: Tamarindus indica ]
Antonio / RJ (16/08/2015 19:06)
Quero comprar mudas ou sementes como faço para conseguir.
Obrigada.
Antonio
[ acessar FICHA: Dalbergia ecastophyllum ]
allan / RJ (13/08/2015 16:10)
Gostaria de comprar muda ou semente.
Vocês tem pra vender?
[ acessar FICHA: Salvia divinorum ]
Bruna / SP (12/08/2015 14:07)
Quanto tempo leva para a Oiti começar a fazer sombra?
[ acessar FICHA: Licania tomentosa ]
Conheça o projeto



O projeto Tudo Sobre Plantas é um conjunto de ferramentas de pesquisa para ajudá-lo em sua busca por informações sobre espécies nativas e exóticas cultivadas.

Desenvolvemos pesquisas, grupos de estudos, debates, troca de fotos, notícias, plantas e sementes... Tudo isso ao longo de 14 anos de muita determinação e coragem para manter um projeto deste nível, atendendo a visitantes, pesquisadores e curiosos.

Cada um de nós, que gosta de plantas e procura aprender com elas, pode entrar em contato com outras pessoas que possuem os mesmos interesses, formando assim uma rede de conhecimentos distribuídos.

Nosso banco de dados apenas tenta reunir estas informações, passando antes pela observação, análise de informações e inserção na base de dados, com bibliografia pesquisada em livros e sites na Internet.

Tentamos prover fotos para cada espécie cadastrada e nossa meta é catalogar informações de 20 mil espécies com características notáveis.

O que pretendemos é formar novos cultivadores e aprimorar nosso conhecimento sobre plantas.

Por causa da seriedade deste trabalho, este portal é indicado pelos diversos admiradores e parceiros.

Procure se informar sobre o que está sendo feito, conhecendo o Banco de Dados, Grupos de Estudos, Blog e demais ramificações do Tudo Sobre Plantas.

Depois, experimente cadastrar-se e participar do que estamos fazendo.

Seja bem vind@ ao Tudo Sobre Plantas!

Cadastro no Projeto Tudo Sobre Plantas .com.br


nome de usuário
senha
guardar senha
 
Esqueceu seu login
ou a senha?
CLIQUE AQUI


:: Blog Tudo Sobre Plantas ::


Comunidade no Facebook
Notícias via Twitter