Delonix regia
Delonix regia
Flamboyant, Flor-do-paraíso,  [...]

Embora esteja ameaçada de extinção no estado selvagem, é muito cultivada pelo seu valor ornamental.

O flamboyant, apesar de belo e ornamental, tem muitas limitações paisagísticas por conta de seu porte e vigor.

Apesar de ser muito ornamental devido às suas belíssimas flores, seu uso na arborização urbana fica recomendado apenas a parques e grandes espaços, devido à sua altura média de 7 a 10 m e a suas raízes muito superficiais e danosas, que destroem as calçadas ao seu redor. [...]


Anacardium occidentale - Cajueiro, Caju, Açajaíba, Acajuíba, Caju-manso, Caju-banana, Caju-manteiga
Nome científico
Anacardium occidentale
Cajueiro, Caju, Açajaíba, Acajuíba, Caju-manso, Caju-banana, Caju-manteiga
Aleurites moluccana - Noz-da-Índia, Nogueira-de-iguape, Nogueira-brasileira, Saboneteira
Nome científico
Aleurites moluccana
Noz-da-Índia, Nogueira-de-iguape, Nogueira-brasileira, Saboneteira
Ipomoea quamoclit - Esqueleto, Boa-tarde, Campainha, Campainha-vermelha, Cardeal, Cipó-esqueleto, Corda-de-viola, Corriola, Flor-de-cardeal, Primavera, Primavera-grande, Prímula
Nome científico
Ipomoea quamoclit
Esqueleto, Boa-tarde, Campainha, Campainha-vermelha, Cardeal, Cipó-esqueleto, Corda-de-viola, Corriola, Flor-de-cardeal, Primavera, Primavera-grande, Prímula
Cnidoscolus quercifolius - Favela, Faveleira, Faveleiro, Mandioca-brava
Nome científico
Cnidoscolus quercifolius
Favela, Faveleira, Faveleiro, Mandioca-brava
Olea europaea - Oliveira, Azeitona, Oliva
Nome científico
Olea europaea
Oliveira, Azeitona, Oliva
Saccharum spp. - Cana-de-açúcar
Nome científico
Saccharum spp.
Cana-de-açúcar
Kalanchoe pinnata - Folha-da-Fortuna, Saião-roxo, Folha-de-pirarucú, Folha-grossa, Sempre-Viva, Corama, Coirama, Coirama-vermelha, Gordinha, Prodigiosa, Erva-da-costa, Folha-da-costa, Orelha-de-monge, Paratudo, Roda-da-fortuna
Nome científico
Kalanchoe pinnata
Folha-da-Fortuna, Saião-roxo, Folha-de-pirarucú, Folha-grossa, Sempre-Viva, Corama, Coirama, Coirama-vermelha, Gordinha, Prodigiosa, Erva-da-costa, Folha-da-costa, Orelha-de-monge, Paratudo, Roda-da-fortuna
Bauhinia forficata - Pata-de-vaca, Casco-de-vaca, Pata-de-boi, Pata-de-vaca-branca, Unha-de-boi, Unha-de-vaca, Miroró, Mororó, Mororó-de-espinho
Nome científico
Bauhinia forficata
Pata-de-vaca, Casco-de-vaca, Pata-de-boi, Pata-de-vaca-branca, Unha-de-boi, Unha-de-vaca, Miroró, Mororó, Mororó-de-espinho
Schlumbergera truncata - Flor-de-maio, flor de maio
Nome científico
Schlumbergera truncata
Flor-de-maio, flor de maio
Curcuma longa - Cúrcuma, falso-açafrão, açafrão-da-terra, acafrão-da-índia, açafrão, açafroa, açafroeiro-da-índia, curcumã, batata-amarela, batatinha-amarela, gengibre-amarelo, gengibre-dourada, mangarataia
Nome científico
Curcuma longa
Cúrcuma, falso-açafrão, açafrão-da-terra, acafrão-da-índia, açafrão, açafroa, açafroeiro-da-índia, curcumã, batata-amarela, batatinha-amarela, gengibre-amarelo, gengibre-dourada, mangarataia
Tibouchina mutabilis
Tibouchina mutabilis
Manacá-da-serra, Cuipeúna, Jac [...]

O manacá-da-serra (Tibouchina mutabilis) é uma árvore pioneira da Mata Atlântica brasileira, da floresta ombrófila densa da encosta atlântica dos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

Ocorre quase exclusivamente em matas secundárias, onde chega a ser a espécie dominante.

É encontrada também em restingas em todo o litoral de São Paulo, e na floresta ombrófila de sudeste do mesmo estado.[3]

O manacá-da-serra é uma excelente opção para o paisagismo urbano, pois não apresenta raízes agressivas, permitindo seu plantio em diversos espaços, desde isolado em calçadas, até em pequenos bosques em grandes parques públicos.[4] [...]

Orbea caudata
Orbea caudata
Orbea [...]

Apesar do aspecto, a flor-estrela não é uma cactácea.

Seus ramos são projeções verdes e suculentas, como dedos, que apresentam quatro faces e uma linha serrilhada nos ângulos formados por estas faces.

No entanto estas flores exalam odor desagradável que atrai as moscas, seus polinizadores, e os besouros.

A floração se estende do final do verão ao outono.[2] [...]

Medinilla magnifica
Medinilla magnifica
Orquídea-da-Malásia, Medinila, [...]

É uma epífita, o que significa que também pode crescer aninhada em pequenos bolsões entre os galhos das árvores.

O enorme cacho de flores rosa que pendem das hastes podem crescer até 30 centímetros. As flores atraem abelhas e borboletas.[3]

Por ser uma planta vistosa, mas ainda rara e exótica, causa impacto aos espectadores de sua beleza e tem sido utilizada em jardins contemporâneos e tropicais.[2] [...]

Pilea microphylla
Pilea microphylla
Brilhantina, Beldroega, Folha [...]

Planta de fácil cultivo, em solos bem irrigados.

Fonte natural de anti-oxidantes e fatores anti-idade.

Entretanto, a aplicação de quaisquer substâncias na medicina irá requerer estudos futuros de segurança e toxidade de seus componentes ativos. (2010)

 [...]

Drymaria cordata
Drymaria cordata
Cordão-de-sapo, Jaboticaá, Erv [...]

A presença dela no solo indica muita umidade no solo. [...]

Clique nas "etiquetas" abaixo para pesquisar por plantas que tenham estas características já identificadas.

5-deoxi-ingenol [1] 7 - metoxi aromadendrina [1] Abrina [1] Acheflan [1] ácido oxálico [1] Acúleos [1] Adenosina [1] Adoçantes [1] Aedes aegypti [1] Alcalóides [1] Alelopática [2] Algas [2] Aliína [1] Alimentação Animal [33] Alimentação Humana [50] Alucinógenas [7] Alzheimer [1] Ameaçadas de extinção [110] Antibacteriana [1] Anticolesterol [1] Anti-idade [1] Antimicrobiano [1] Anti-oxidantes [15] Anuais [5] Apícola [8] Aquário [2] Aquarismo [1] Aquáticas [7] Arborização Urbana [9] Arbustos [74] Aromáticas [11] Artesanato [1] Árvores [383] Asma [1] aucubina [1] Bactericidas [1] Baunilha [1] Beija-flores [1] Beira de praia [2] Benzeno [1] Bíblica [2] Bienal [2] Bioindicadoras [7] Bioma Caatinga [2] Bioma Cerrado [2] Biopirateadas [3] Bissexuada [1] Bonsai [8] Bromélias [91] Bromelina [1] Brotos [1] Brucina [1] Bulbos [4] Cactos [9] Calçadas [2] Calmante [1] Campos Rupestres [1] canferol [1] Capim [5] caramboxina [1] Cardiotônico [1] Carnívoras [2] Carpintaria [1] Carvão [1] Cascas [1] CBD - canabidiol [1] Cerca-viva [3] Cerrado [1] Cicatrizante [8] cinarina [1] cinaropicrina [1] Colubrina [1] Comestíveis [82] Conservas [3] Construção civil [1] Controle biológico [1] Controle da erosão [2] Cormo [1] Cosméticos [1] Crescimento lento [5] Crescimento rápido [7] Decídua [1] Decoração de Interiores [17] Dengue [5] Depressão [1] Depurativo do sangue [1] Despoluidoras [4] Destaque [1] DMT [2] Drupas [1] Endêmica [2] Epífitas [9] ergina [1] Ervas [78] Esotéricas [6] Essências [1] Estabilização de dunas [1] Esteviol [1] Estricnina [1] Exóticas [18] Feng Shui [1] Fertilidade masculina [1] Fibras [1] Ficina [1] Filtragem de água [11] Fitorremediação [9] Fixadoras de areia [1] Fixadoras de Nitrogênio [5] Flavonoides [3] Floculantes [1] Flores [81] Flores comestíveis [21] Folha verde-claro [4] Folha verde-escuro [7] Folhas caducas [1] Folhas permanentes [1] Forbol [2] Formaldeídos [1] Forrações [1] Forrageiras [6] Frutas [51] Fruto alaranjado (maduro) [1] Fruto amarelo (maduro) [5] Fruto verde (imaturo) [3] Fruto vermelho (madura) [2] Fungicida [1] genkwanina [1] Germicida [1] Grama [4] Heliófita [1] Herbácea [5] Hermafrodita [2] Híbrida [1] Hipertensão [1] Hipoglicemiante [1] Hortaliça [1] Hortaliça arbórea [1] Imunomodulador [1] Incensos [1] Índigo [1] Inseticidas [12] Interior [3] Inulina [1] Invasoras [24] isoquercitrina [1] Japão [1] Jard. Meia sombra [80] Jard. Sol pleno [115] Jard. Sombra [6] Khellin [1] Labiatas [2] Lactucina [1] larvicida [1] Lenha [2] Licopeno [1] Lignina [1] LSA [1] luteína [1] Macrófitas [3] Madeira nobre [1] Madeireiras [283] Mangue [1] Mata Atlântica [1] Mata Ciliar [1] Medicinais [736] Melíferas [17] Monóicas [1] Musgos [1] naringenina [1] Nastismo [1] Nativas do Brasil [44] Neriantina [1] Nootrópico [1] Notáveis [3] Nova espécie [1] Oleaginosas [8] Oleandrina [1] Ornamentais [18] Orquídeas [434] Paisagístico [16] Palmeiras [6] PANCs - Plantas Alimentícias Não Con [11] Parasita [1] Pareidolia [2] Parkinson [1] Passiflorina [1] Pectina [1] Pequenas [1] Perene [25] Perfumadas [1] Perfume no fim de tarde [1] Pimentas [3] pinocembrina [1] Pioneira [1] Pivotante [3] Pode congelar [2] Polinização cruzada [2] Porte baixo [1] Potássio [1] Produção de Celulose [2] Própolis vermelha [1] Protetoras [1] Purificadoras de Ar [9] Queda de cabelos [1] Quercetina [1] quercetina [1] Radioativas [1] Raiz pivotante [2] Raízes - Tubérculos [11] ramnocitrina [1] Rara [3] Rasteira [3] Reflorestamento [4] Repelentes [4] Resistente [1] Resistente a herbicidas [1] Resistente a poluição urbana [5] Resistente à seca [3] Resistente ao frio [5] Restinga [1] Rizomas [3] Ruderal [2] Rupícola [2] Sagradas [14] sakuranetina [1] Samambaias [9] Saxícola [1] Sem clorofila [1] Sem Sementes [1] Sífilis [1] Sismonastia [1] Sombra [1] spilantol [1] Suculentas [21] SUS [1] Taninos [1] taxifolina [1] Temperos [11] Terrestre [5] THC [1] Tintórias [6] Tolerante à salinidade [15] Tolerante à seca [7] Tolerante ao frio [7] Touceiras [1] Tóxicas [48] Transgênicas [1] Trepadeiras [19] Tuinona [1] Tundra [1] Urushiol [1] Usada em saladas [1] Vanilina [1] Variegata [1] Venenosa [1] Vermelhas [1] Vimblastina [2] Vomicina [1] warifteína [1] wisterina [1] Xerófita [1] Xeronina [1] zeaxantina [1] Zinco [1]


Crassula ovata
Crassula ovata
Planta-jade, Bálsamo-de-jardim [...]

É uma das plantas mais cultivadas entre as suculentas.

Não possui qualidades medicinais comprovadas, mas é muito confundida com uma planta medicinal, chamada Bálsamo (Sedum dendroideum).
 [...]
Mimosa scabrella
Mimosa scabrella
Bracatinga, Aabracaatinga; abr [...]

Ao chegarem à região de Curitiba, capital paranaense, os primeiros colonizadores se depararam com vastas áreas ocupadas por uma árvore esguia e alta, que brotava naturalmente do solo e cobria harmonicamente o relevo montanhoso da região.

Aos poucos, os colonizadores descobriram que a árvore, conhecida como Bracatinga (Mimosa scabrella), tinha como umas das suas principais virtudes oferecer excelente lenha para o aquecimento dos lares nos rigorosos invernos da região.

Aquilo que foi atestado, na prática, pelos colonizadores do Paraná hoje se comprova cientificamente: a Bracatinga abriga, no seu fino caule, uma verdadeira “usina térmica”.

A Bracatinga apresenta uma capacidade de armazenamento da energia solar superior à de outras árvores, como Pinus e Eucalipto. [...]
Tabebuia heptaphylla
Tabebuia heptaphylla
Ipê roxo, Ipê rosa, Abroé, Gra [...]

Popularmente conhecida como ipê-roxo, é uma das espécies que vêm sendo estudadas por ser de alto valor econômico, considerando-se as finalidades de sua madeira e extrativos foliares, e pela diminuição preocupante do número de indivíduos que ainda são encontrados em áreas de ocorrência natural (ETTORI, 1996). [...]
Ligustrum lucidum
Ligustrum lucidum
Alfeneiro , Ligustro, Alfeneir [...]

Excelente para arborização de calçadas, por suportar podas drásticas e fornecer bom sombreamento.

Infelizmente, a espécie é invasora pois se alastra rapidamente através de pássaros, que se alimentam de seus frutos e dispersam sementes ao longo de rodovias, terrenos baldios, bordas de plantações florestais, terras baixas e áreas degradadas. [...]
Plinia cauliflora
Plinia cauliflora
Jabuticaba, Jaboticaba, Jabuti [...]

 [...]
Tetradenia riparia
Tetradenia riparia
Falsa-mirra, Pau-de-incenso, L [...]

Pesquisas com esta espécie demonstrou efeitos anti-bacterianos e antifungosos.

Já foram comprovadas atividades anti-maláricas no óleo essencial das folhas. [...]
Eugenia uniflora
Eugenia uniflora
Pitanga, Ibipitanga, Pitanga-c [...]

Ótima para ser saboreada após as refeições, a pitanga tem um sabor doce, com "fim de boca" levemente amargo, principalmente nos frutos não tão maduros.

A fruta é consumida naturalmente, colhida do pé, ou sob a forma de doces, geléias, sorvetes, ou utilizada em caipifrutas de pitanga, a chamada de "caipitanga".

Da pitanga se fazem ótimos remédios para diarréia de crianças, garrafadas e licores estimulantes. [...]
Dillenia indica
Dillenia indica
Maçã-de-elefante, Árvore-do-di [...]

No caso da Dillenia as extremidades da flor se fecham sobre a mesma para formação do fruto, sendo assim, qualquer objeto que ficar preso à flor, ficará dentro do fruto.

Diz a lenda que D. Pedro colocou várias moedas (patacas) nas flores, depois, quando o fruto estava formado, mandou para Portugal com o seguinte recado: "Nesta terra o dinheiro nasce até nas árvores".

As patacas foram as moedas que circularam no Brasil de 1695 a 1834.

O extrato de folha de D. indica poderia ser útil para o controle do diabetes mellitus e de outras anormalidades associadas a essa disfunção metabólica. [...]
Billbergia nutans
Billbergia nutans
Bilbérgia [...]

Billbergia nutans é uma espécie considerada muito frequente em altitudes mais elevadas (acima de 800m), nas regiões de Floresta Ombrófila Mista até a região de campos gerais.

Ocorre de forma relativamente mais rara até 0m de altitude, em geral como epífito, mas pode desenvolver-se sobre rochas ou diretamente no solo.

Pode formar grandes adensamentos populacionais ou crescer individulamente.

Excelente espécie ornamental, muito rústica e prolífera, com flores muito chamativas, apesar de efêmeras, e atraem beija-flores.[4] [...]
Pontederia rotundifolia
Pontederia rotundifolia
Aguapé, Camalote [...]

Espécie de áreas alagadas, lagos, rios e várzeas.

Encontra-se frequentemente em áreas onde os níveis de água fluam naturalmente, com enchentes de primavera emergentes e verão.

Além de inundações, a espécie também é influenciada pela fertilidade do solo, uma vez que tende a crescer nas baías mais férteis.

Como muitas plantas aquáticas, são negativamente afetadas pela salinidade e pastagem.

Pode sobreviver em condições desfavoráveis, suas sementes permanecem enterradas no solo. [...]


Tabebuia heptaphylla
Tabebuia heptaphylla
Ipê roxo, Ipê rosa, Abroé, Gra [...]

Popularmente conhecida como ipê-roxo, é uma das espécies que vêm sendo estudadas por ser de alto valor econômico, considerando-se as finalidades de sua madeira e extrativos foliares, e pela diminuição preocupante do número de indivíduos que ainda são encontrados em áreas de ocorrência natural (ETTORI, 1996). [...]
Azadirachta indica
Azadirachta indica
Nim, Neen, Amargosa [...]

Utilizada para controle biológico de pragas.

Os inseticidas naturais de nim são biodegradáveis, portanto não deixam resíduos tóxicos nem contaminam o ambiente.

Possuem ação repelente, anti-alimentar, reguladora de crescimento e inseticida, além de acaricida, fungicida e nematicida.

Por sua natureza, os extratos de nim são mundialmente aprovados para uso em cultivos orgânicos. [...]
Calophyllum brasiliense
Calophyllum brasiliense
Guanandi, Jacareúba, Ganandi,  [...]

A espécie vem sendo plantada com muito sucesso no Estado de São Paulo; como árvore nativa brasileira, já está reaproximando a fauna local, como demonstra os ninhos de pássaros que já escolheram árvore para nidificar.

O retorno financeiro de sua cultura é muito alto, facilmente percebido quando se sabe que, apesar de ter custos de plantio semelhantes ao do pinus e do eucalipto para corte, seu preço ultrapassa facilmente dezenas de vezes o destas madeiras de árvores não brasileiras.

O Guanandi também concorre em velocidade de crescimento, provavelmente, com a badalada Teca Indiana. Ao contrário desta última, O Guanandi aceita o clima mais rigoroso do sul e sudeste brasileiros, bem como se adapta muito bem à declividade.

O uso sustentável de sua madeira é considerado como a melhor alternativa ao uso predatório do Mogno e do Cedro; é considerada tão bonita e trabalhável quanto estas, sendo resistente e imputrecível.

As árvores plantadas de Guanandi não sofrem ataques de pragas - como a lagarta Hypsipyla grandella Zeller que ataca ao mogno e ao Cedro.

O plantio de cada árvore de Guanandi é capaz de economizar o corte predatório de muitas árvores amazônicas: o corte de um simples Mogno na amazônia, por exemplo, pode provocar a derrubada de até 30 outras árvores - dado que os Mognos, ao contrário dos Guanandis, não ocorrem em ajuntamentos.

Esta substituição provoca um efeito fantástico sobre a diminuição do aquecimento global a longo prazo, uma vez que compradores europeus, japoneses e americanos já começam a aceitar pagar mais caro por madeira de reflorestamento.

Além disto, o sistema radicular do Guanandi levanta o lençol freático, trazendo a água subterrânea para a superfície; ou seja, ele recupera e fertiliza os solos onde é plantado, ao contrário de algumas outras espécies muito utilizadas.

A madeira de Guanandi promete ser uma das mais importantes commodities [...]
Cocos nucifera
Cocos nucifera
Coco, Coqueiro, Coco-da-bahia, [...]

Trazido pelos portugueses em 1553, proveniente do Cabo Verde, teve seu plantio inicial no estado da Bahia, espalhando-se posteriormente pelo litoral nordestino.

Com a chegada dos escravos de Moçambique, onde o aproveitamento do leite de coco e a feitura de pratos com o fruto já eram práticas comuns, é que se iniciou a criação dos pratos da tradicional culinária afro-brasileira.

É a única espécie classificada no gênero Cocos.

Em algumas partes do mundo, macacos treinados são usados na colheita do coco. Escolas de treinamentos para macacos ainda existem no sul da Tailândia. Todos os anos são realizadas competições para identificar o mais rápido colhedor.[6]

Atualmente utiliza-se a fibra da casca do fruto para obtenção de vasos e substratos para plantas, em substituição à fibra de xaxim. [...]
Cybistax antisyphilitica
Cybistax antisyphilitica
Ipê-verde [...]

Estudos científicos comprovaram a eficácia do extrato de ipê-verde contra a larva do mosquito Aedes aegypti, que é o principal transmissor da dengue.

Árvore medicinal, excelente para plantio em calçadas ou recuperação de áreas degradadas, praças, parques, jardins, avenidas e ruas, principalmente as estreitas. [...]
Passiflora edulis
Passiflora edulis
Maracujá, Maracujazeiro [...]

O suco de maracujá é o 3º mais produzido no Brasil, atrás apenas do suco de laranja e de caju.

No Brasil, a fruta é produzida em todos os estados exceto pelo Rio Grande do Sul, sendo que a região Nordeste é a maior produtora (44%), especialmente os estados da Bahia (22%), Ceará e Sergipe. Destacam-se também os estados do Pará, Espírito Santo e São Paulo.

Os extratos de Passiflora são fontes potenciais de antioxidantes naturais.[4]

Existem mais de 530 espécies de maracujá, no entanto, a espécie Passiflora edulis, mais conhecida como maracujá-azedo, é a que possui maior importância econômica, pois sua polpa, de coloração amarelo - alaranjado, proporciona bom rendimento de suco, que é de boa aceitação no mercado.

É um fruto rico em minerais e vitaminas, principalmente A e C.

Possui ainda princípios ativos nas folhas que são usados como sedativo e antiespasmódico.[6] [...]
Eugenia uniflora
Eugenia uniflora
Pitanga, Ibipitanga, Pitanga-c [...]

Ótima para ser saboreada após as refeições, a pitanga tem um sabor doce, com "fim de boca" levemente amargo, principalmente nos frutos não tão maduros.

A fruta é consumida naturalmente, colhida do pé, ou sob a forma de doces, geléias, sorvetes, ou utilizada em caipifrutas de pitanga, a chamada de "caipitanga".

Da pitanga se fazem ótimos remédios para diarréia de crianças, garrafadas e licores estimulantes. [...]
Dillenia indica
Dillenia indica
Maçã-de-elefante, Árvore-do-di [...]

No caso da Dillenia as extremidades da flor se fecham sobre a mesma para formação do fruto, sendo assim, qualquer objeto que ficar preso à flor, ficará dentro do fruto.

Diz a lenda que D. Pedro colocou várias moedas (patacas) nas flores, depois, quando o fruto estava formado, mandou para Portugal com o seguinte recado: "Nesta terra o dinheiro nasce até nas árvores".

As patacas foram as moedas que circularam no Brasil de 1695 a 1834.

O extrato de folha de D. indica poderia ser útil para o controle do diabetes mellitus e de outras anormalidades associadas a essa disfunção metabólica. [...]
Bauhinia forficata
Bauhinia forficata
Pata-de-vaca, Casco-de-vaca, P [...]

Conhecida popularmente como pata-de-vaca, ganhou fama por ter em suas folhas compostos químicos como os heterosídeos e os alcalóides, que ajudam a controlar as taxas de glicose.

Seu uso é predominante nos diabéticos não dependentes de insulina. --

É uma das 71 plantas selecionadas pelo Ministério da Saúde como de interesse ao SUS. É utilizada na medicina popular como hipoglicemiante (antidiabética), purgativa, diurética, antidiarréica, depurativa e tônica renal. Possui a propriedade peculiar de reduzir a excreção de urina, nos casos de poliúria ou urina solta, além de impedir o aparecimento de açúcar na urina, regularizando a glicemia sangüínea, sobretudo da Diabetes melittus.

É também indicada contra moléstias da pele, hipertensão, úlceras, ácido úrico, problemas da coluna, afecções vesicais, dores nas costas, prisão de ventre e elefantíase.

Possui propriedades mucilaginosas e adstringentes, sendo usada como resolutiva.

Antigamente o seu uso medicinal era como diurética, tônica, estimulante, e também contra diabetes, blenorragias, tuberculose e anemia.[7] [...]
Crescentia cujete
Crescentia cujete
Cuité, cuia, cuieira, cuieté,  [...]

Se você conhece o berimbau, então conhece o fruto da árvore cuité.

Seu fruto, depois de lavado e seco, é utilizado como caixa de ressonância em berimbaus (instrumento musical afro-brasileiro) e como recipiente para líquidos, incluindo o chimarrão.[4]

"Imaginar como as sociedades tradicionais viviam sem latas, embalagens de vidro, plástico, isopor e papel, só é possível sabendo que tinham um modo de vida não acumulativo, ou seja, coletavam e colhiam o que consumiam em um breve período de tempo.

É um exercício que possibilita entender o grau de utilidade de certas plantas e porque é difícil identificar a origem de algumas espécies, devido a sua dispersão.

É o caso desta árvore dos coitês, cujo fruto partido ao meio, como ilustra o desenho da viagem do naturalista A. R. Ferreira, depois de esvaziado fornece uma cuia, um coité ou um bowl natural."[4] [...]

  

Até o presente momento não recebi nenhuma pesquisa afirmando efeitos negativos sobre estas orientações.

Espero
que o calendário lunar
ajude no costume
de contemplar
a Lua,
marcando
através de seus ciclos,
etapas de plantio,
cultivo
e colheita.



Lua NOVA :: Semeadura / plantio - tudo o que cresce acima da terra. O final da lua nova é propício para semeadura, plantio e colheita de todas as plantas medicinais. PODAS gerais.

Lua CRESCENTE :: A seiva sobe para as folhas. Plantio de tudo o que cresce acima da terra (ex: tomate, laranja, alface, milho, soja etc). Colheita de folhas (medicinais) e, pouco antes da lua cheia, colheita de cereais.

Lua CHEIA :: Seiva nas folhas - maior luminosidade lunar. Deve-se evitar mexer muito nas plantas, limitando-se a retirar folhas secas e galhos. Perto da lua cheia, as plantas estão com seus aromas potencializados, atraindo animais.

Lua MINGUANTE :: A seiva desce para as raízes. Ideal para plantio / semeadura de tudo o que cresce abaixo da terra (ex: alho, cenoura, cebola, mandioca, batata, rabanete etc). Podas / corte de árvores e bambus. Pouco antes da lua nova, ideal para colheita de sementes. Dê preferência para intercalar adubações de 15 em 15 dias, sendo uma durante o último quarto minguante.


- www.TudoSobrePlantas.com.br -

Últimos comentários publicados nas fichas de espécies do Banco de Plantas Notáveis:

Tania Menezes / MG (21/07/2016 16:00)
Essa erva pega com muita facilidade. Só fazer estacas, plantar e em pouco tempo já vira uma touceira
[ acessar FICHA: Justicia gendarussa ]
Valquíria de Carvalho Pinto / MG (21/07/2016 08:55)
A justicia gendarussa também é utilizada no interior para fazer abafadores de roupas. Plantada em maciços e podada bem retinha, na altura mais confortável para a manipulação. Tradição que não pode ser esquecida!
[ acessar FICHA: Justicia gendarussa ]
Anderson Porto / RJ (21/07/2016 01:38)
Um das espécies cadastradas com mais informações disponíveis.
[ acessar FICHA: Anacardium occidentale ]
Anderson Porto / RJ (21/07/2016 01:05)
Essa planta é a que vem sendo utilizada para emagrecimento, né?
[ acessar FICHA: Aleurites moluccana ]
Anderson Porto / RJ (21/07/2016 00:50)
Manoel, é uma espécie que necessita de poucos cuidados, já que é bem rústica e se presta bem para arborização urbana e plantio em calçadas, pois possui raíz pivotante e tuberosa.

Plantá-las em terra adubada com composto orgânico ajuda no crescimento e produção de folhas. É preciso apoiá-la em um tutor de bambu ou madeira.

Regar moderadamente, quando em climas muito quentes, umas 3 ou 4 vezes por semana. É suficiente. Em climas mais moderados basta 2 regas por semana.

Abraço!
[ acessar FICHA: Moringa oleifera ]
Anderson Porto / RJ (21/07/2016 00:37)
Elcio Cabral, pode ser a Pereskia grandifolia.
[ acessar FICHA: Pereskia aculeata ]
Anderson Porto / RJ (20/07/2016 05:08)
Encontrei mudas sendo vendidas no mercado flutuante em Amsterdam, quando estive lá em abril deste ano, Graça. É possível que exista por aí.

Abraço!
[ acessar FICHA: Medinilla magnifica ]
Anderson Porto / RJ (20/07/2016 05:04)
Irei entrar em contato com o pessoal do grupo de estudos para ver se alguém tem essas informações, Fuka e Juliana.

Abraços!
[ acessar FICHA: Salvinia auriculata ]
Anderson Porto / RJ (20/07/2016 04:59)
Olá David,

A bibliografia consultada está disponível apenas para usuários cadastrados.

Abraço!
[ acessar FICHA: Annona muricata ]
Anderson Porto / RJ (20/07/2016 04:33)
Raiz fasciculada, Maria Francielma.

Abraço!
[ acessar FICHA: Syzygium cumini ]
Marcos Aurélio / RN (19/07/2016 20:45)
Senhores, boa noite!

Qual a variedade mais indicada para regiões mais quente e secas como o semi árido nordestino?

Grato.
[ acessar FICHA: Pereskia aculeata ]
Anderson Porto / RJ (19/07/2016 18:49)
Grato pelas informações, Daniel! Irei acrescentá-las à ficha da espécie.
Abraço!
[ acessar FICHA: Graptopetalum paraguayense ]
Anderson Porto / RJ (19/07/2016 18:48)
Este espaço serve para acrescentar informações, tirar dúvidas ou mesmo enviar sugestões de edições. Entretanto o projeto encontra-se sem verbas para prosseguir e melhorar. Se as pessoas que o utilizam ajudassem financeiramente o projeto teria como melhorar.

Dito isto, irei levar sua dúvida para o grupo de estudos e ver se alguém pode lhe responder.

Abraço!
[ acessar FICHA: Salvia lavandulifolia ]
Rogéria Gomes / RJ (15/07/2016 19:28)
Boa noite!
Li que está Sálvia combate a falta de concentração, falta de memória e até o mal de Alzheimer, mas li o mesmo artigo referindo-se a sálvia Oficinallis. Vocês sabem me dizer se ambos estão corretos. Tanto uma quanto a outra tem a mesma aplicação?
Por favor me respondam, pois já enviei alguns comentários e perguntas a outro site, mas não obtenho nenhuma resposta.
Me pergunto para que serve esse espaço se não há um feedback?
Espero que aqui não seja igual.
Obrigada.
[ acessar FICHA: Salvia lavandulifolia ]
cAMILA / SP (15/07/2016 16:38)
ONDE ENCONTRO ESSA MUDA PARA COMPRAR?

[ acessar FICHA: Justicia gendarussa ]
Conheça o projeto



O projeto Tudo Sobre Plantas é um conjunto de ferramentas de pesquisa para ajudá-lo em sua busca por informações sobre espécies nativas e exóticas cultivadas.

Desenvolvemos pesquisas, grupos de estudos, debates, troca de fotos, notícias, plantas e sementes... Tudo isso ao longo de 14 anos de muita determinação e coragem para manter um projeto deste nível, atendendo a visitantes, pesquisadores e curiosos.

Cada um de nós, que gosta de plantas e procura aprender com elas, pode entrar em contato com outras pessoas que possuem os mesmos interesses, formando assim uma rede de conhecimentos distribuídos.

Nosso banco de dados apenas tenta reunir estas informações, passando antes pela observação, análise de informações e inserção na base de dados, com bibliografia pesquisada em livros e sites na Internet.

Tentamos prover fotos para cada espécie cadastrada e nossa meta é catalogar informações de 20 mil espécies com características notáveis.

O que pretendemos é formar novos cultivadores e aprimorar nosso conhecimento sobre plantas.

Por causa da seriedade deste trabalho, este portal é indicado pelos diversos admiradores e parceiros.

Procure se informar sobre o que está sendo feito, conhecendo o Banco de Dados, Grupos de Estudos, Blog e demais ramificações do Tudo Sobre Plantas.

Depois, experimente cadastrar-se e participar do que estamos fazendo.

Seja bem vind@ ao Tudo Sobre Plantas!

Cadastro no Projeto Tudo Sobre Plantas .com.br


nome de usuário
senha
guardar senha
 
Esqueceu seu login
ou a senha?
CLIQUE AQUI


:: Blog Tudo Sobre Plantas ::


Comunidade no Facebook
Notícias via Twitter